Bruxos e Bruxas, de James Patterson e Gabrielle Charbonnet

12 setembro 2013 |

Livro: Bruxos e Bruxas | Autor: James Patterson e Gabrielle Charbonnet
Páginas: 288 | Editora: Novo Conceito

No meio da noite, os irmãos Allgood, Whit e Wisty, foram arrancados de sua casa, acusados de bruxaria e jogados em uma prisão. Milhares de outros jovens como eles também foram sequestrados, acusados e presos. Outros tantos estão desaparecidos. O destino destes jovens é desconhecido, mas assim é o mundo sob o regime da Nova Ordem, um governo opressor que acredita que todos os menores de dezoito anos são naturalmente suspeitos de conspiração. E o pior ainda está por vir, porque O Único Que É O Único não poupará esforços para acabar com a vida e a liberdade, com os livros e a música, com a arte e a magia, nem para extirpar tudo que tenha a ver com a vida de um adolescente normal. Caberá aos irmãos, Whit e Wisty, lutar contra esta terrível realidade que não está nada longe de nós.

Eu tentei gostar de Bruxos e Bruxas, tentei de verdade, mas no fim das contas não rolou. Quer dizer, eu nunca tinha me interessado por um livro de James Patterson, mas aí a sinopse era boa e a editora fez um marketing ótimo do livro, e aí eu fiquei super curiosa.

E a história tinha tudo pra ser boa, a coisa da magia, vários elementos interessantes e personagens divertidos, mas é só. Infelizmente nada foi bem desenvolvido. A narrativa é vaga, é sem ritmo, a noção de tempo me deixou confusa. Algumas piadinhas dos personagens feitas em momentos totalmente impróprios me davam nos nervos às vezes.

" Uma coisa eu já tinha aprendido: nada que passava por aquela porta podia ser bom. "

Parece que o James Patterson escreve de um jeito, e a Gabrielle Charbonnet de outro completamente diferente, e quando juntou ficou uma droga. Talvez eu leia O Dom, mas provavelmente não :(

desenvolvido por letícia santos © 2010 - 2015 | voltar ao topo